sexta-feira, 2 de novembro de 2012

CRUZ EGÍPCIA


Um dos símbolos mais importantes do Antigo Egipto, a cruz egípcia representa a chave da vida e o conhecimento cósmico.

Embora seja designada como cruz, é sobretudo uma figura simbólica semelhante à cruz cristã, com uma forma côncava na parte superior.

A sua origem não está bem esclarecida, mas é um dos amuletos mais antigos da civilização egípcia e representa o ar e a água, elementos dadores da imortalidade, que eram oferecidos aos reis como “sopro da vida”.

A parte inferior em forma de T combina os princípios criadores do homem (linha vertical) e da mulher (forma redonda).

O princípio criador masculino é representado pela profunda fertilidade da terra, que será penetrada pelo espírito, enquanto as águas da emotividade simbolizam o feminino.

O pequeno círculo superior representa a Consciência ou o Espírito, que se encontram acima do ser humano, a quem é facultado o contacto com o Espírito Superior.

Esta cruz aparece frequentemente em decorações sepulcrais, acompanhada por um hieróglifo que significa “Dar”, bem como em monumentos e representações da deusa Sekhet.

Era também utilizada por feiticeiros em cerimónias e rituais de encantamento e adivinhação, e está associada à figura do faraó.

Neste caso, surge muitas vezes adornada com outros elementos, como vasos, que derramam água sobre a cabeça do faraó, simbolizando o poder criador deste elemento sobre o rei.

HÉLDER GONÇALVES


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...